Comunicação na Igreja

Planejamento de comunicação para eventos católicos

30/08/2018

Com o advento da internet e, atualmente, das mídias sociais, muitas instituições estão investindo em comunicação, se apropriando de recursos de imagem e texto para atrair mais adeptos às suas comunidades, eventos, produtos, entre outros.

É verdade que a comunicação tem concentrado grandes esforços das comunidades cristãs. É também verdade que as pessoas gastam cada vez mais tempo nas redes sociais e se utilizando da Internet para resolver os desafios do dia a dia. Por isso, disponibilizar as informações nesses meios já não é mais um diferencial, mas, sim, uma necessidade.

Pensar em estratégias de comunicação para divulgar um evento católico envolve conscientizar a todos da importância desse trabalho. Isso porque não basta desenvolver um rascunho no papel, bater uma foto e lançar na Internet. Tampouco pegar uma imagem de banco de dados e colocar a logo da comunidade. É preciso, sobretudo, traçar um plano para que a comunicação, de fato, traga bons resultados para a proposta. Para isso, listamos algumas etapas desse planejamento.

1. Trace metas e objetivos

Qual a meta do evento? O plano de comunicação deve funcionar como um guia, apontando para os objetivos e as metas a serem alcançados. Mesmo quando se tem em mente que o objetivo é “só divulgar”, pode-se ir além e prospectar metas audaciosas para que o evento tenha sucesso e que a comunicação surpreenda com os resultados. Uma boa divulgação não serve apenas para atrair público, mas também para conversar com ele, engajar nas propostas e ações, gerar expectativa a respeito da programação, envolver a partir de uma causa, enfim, são diversas as possibilidades.  

2. Identifique o seu público alvo

Não falamos apenas de Festa do Padroeiro, que é um evento aberto a toda família, mas falamos também de um show de evangelização para jovens, um acampamento para casais, um retiro para mulheres... Em cada uma dessas propostas, temos um público alvo, o que significa que não podemos nos comunicar da mesma forma, com a mesma linguagem e as mesmas estratégias. Defina o seu público alvo e liste as suas características. Que tipo de linguagem atrai os jovens? Qual assunto chama a atenção das mulheres? Que cor e quais símbolos representam os casais? Faça a você mesmo essas perguntas e depois responda-as com a sua equipe!  


3. Defina os canais

A partir dos passos anteriores, defina os canais para conversar com o seu público e divulgar o seu evento. As ações precisam conversar entre si, todas concentrando forças para atingir os objetivos e meta estabelecidos. Por isso, prever todos os canais de comunicação, entre os gratuitos aos que necessitam de investimento, é essencial para organizar todas as demandas de criação.

4. Crie conteúdos interessantes

Definir o tom da comunicação e como suas mensagens vão conversar com o público para engajá-lo em suas propostas é um passo bem importante. O compartilhamento de conteúdos de valor, de informações relevantes, de materiais que resolvam os “problemas” das pessoas é cada vez mais atraente, pois recorremos diariamente à Internet para elucidar dúvidas, pesquisar, descobrir, enfim. Destacar qual é o “problema” que o seu evento poderá resolver para as pessoas ou os benefícios que ele traz é “sedutor”. Não se preocupe apenas em dizer que a “Noite do Pastel” é para arrecadar fundos para a paróquia. Isso é importante, pois as pessoas se realizam contribuindo com uma causa, mas isso já está intrínseco na vida da comunidade. Desde uma formação, que capacita, a uma festa, que promove entretenimento, lazer, vivência fraterna, todo evento pode agregar valor para quem participa. Lembre-se de ressaltar isso na divulgação, para que as pessoas deem valor às propostas e se sintam parte delas. Saber que a “Noite do Pastel” também foi pensada para promover um encontro entre as famílias, um espaço aconchegante para conversa e diversão, até motiva as pessoas a contribuírem com a arrecadação.

5. Organize as responsabilidades

Cada contexto tem sua realidade. Nem sempre é possível, mas o ideal é ter uma equipe responsável pela comunicação do evento. Tendo definido quem fará parte da equipe, organizar as responsabilidades. Dividir as tarefas é importante para não sobrecarregar uma pessoa só e, também, para que cada um assuma aquilo que gosta e sabe fazer. Lembre-se de deixar toda a equipe ciente dos objetivos e metas, dos prazos, bem como dos feedbacks que cada ação vai apresentando. Mesmo quando os números não forem tão favoráveis, é importante que a equipe tenha conhecimento e possa analisar em conjunto a maneira de reverter o cenário.


6. Crie um planejamento

Os passos listados aqui são bem introdutórios para um plano de comunicação de eventos católicos. Agora, é hora de desenvolver o planejamento que dará início às ações de divulgação da sua proposta. Para isso, desenvolvemos uma planilha com uma programação completa para a divulgação de eventos em geral, a qual você pode baixar gratuitamente e utilizar conforme a sua realidade. Clique aqui para baixar! 

Comente com o facebook
 
CURTA-NOS
PUBLICIDADE
  •