ComunicaçãoDízimo
 
 
 
 

Media training para o padre: saiba o que é isso

18.07.2019 | 6 minutos de leitura
Taty Feuser
Evangelização
Media training para o padre: saiba o que é isso

A missão do padre vai muito além da celebração da Santa Missa. Ele não é apenas o responsável pela paróquia (que já consiste em bastante coisa), mas o grande difusor da Palavra de Deus, aonde quer que vá. 

É o verdadeiro pastor em busca de suas ovelhas, por isso, o intento de chegar mais longe é inevitável, é natural. Esse ímpeto lhe é dado, principalmente, através do sacramento da ordem, concedido para que tenha a plenitude no Sacerdócio, ensinando, governando e santificando a Igreja.

Com os avanços tecnológicos, os meios de chegar aos fiéis também se ampliaram. Nada substitui a presença deles na paróquia, é claro, mas esses novos meios contribuem para atrair mais pessoas até lá. Por isso, devem ser bem explorados e aproveitados, principalmente pela tão forte figura do padre. 

Por meio das redes sociais, cada dia mais vemos padres produzindo conteúdo religioso, dando formação de catequese, compartilhando a meditação da Palavra, dando dicas para viver bem a espiritualidade, etc., se lançando com coragem entre tantas outras possibilidades permitidas por esse meio, a fim de ampliar o alcance de suas missões

É preciso se conscientizar de que a presença digital na Igreja Católica surge como oportunidade de resgate. O contraponto é que nem todos os padres possuem intimidade com a tecnologia ou, se sentem confortáveis diante de câmeras, com segurança para falar ou se fixar em uma pauta pré-estabelecida a ser abordada. 

Por incrível que pareça, mesmo estando diariamente frente a grandes grupos de fiéis pregando nas missas, na frente das câmeras, o cenário pode ser totalmente outro. Então, como lidar? Quais as melhores técnicas para ajudar nesses momentos? Elas realmente existem? 
A resposta é: sim, existem. E, não somente para os padres, mas para figuras públicas em geral, há o que chamamos de Media Training.
O que é o Media Training?

Media Training, basicamente, é um processo de treinamento de porta-vozes de organizações para falar melhor em público, conceder entrevistas de maneira tranquila e aperfeiçoar a capacidade de comunicação e relacionamento em frente às câmeras ou veículos de comunicação em geral. 

Tais técnicas são válidas para qualquer pessoa que precise aprimorar sua forma de se relacionar ou posicionar publicamente. E, saber se posicionar ou aprimorar técnicas nesse intuito faz toda a diferença para potencializar a evangelização e atração dos fiéis para a Igreja.
Por isso, separamos algumas dicas básicas de Media Training para padres, que ajudarão nesse passo de adquirir mais segurança frente às câmeras. Veja abaixo!

#1 Domínio sobre o tema

Claro que os padres já possuem formação teológica suficiente para abordar temas relacionados, mas quando se sabe qual será o assunto da matéria ou vídeo a ser gravado, é sempre bom recapitular antecipadamente os pontos importantes a serem ditos e a abordagem pretendida.
É interessante fazer isso em tópicos, anotando-os, assim é mais fácil trazer naturalidade na hora da fala, não se prendendo a frases escritas previamente. Esses tópicos servirão apenas de apoio para se ter a segurança e autoconfiança no momento da gravação. 

Procure imaginar os tipos de perguntas relacionadas ao tema que as pessoas possam apresentar e, dessa forma, já tenha pensado em respostas para tais. Pense mesmo, e principalmente em respostas para perguntas desagradáveis. Esse planejamento ajudará a ter mais firmeza nas afirmações.

# Direto e reto

Seja em uma entrevista ou gravação de vídeo, procure pensar no público com quem você está falando. Frases curtas são muito mais fáceis de serem compreendidas e evitam que o assunto principal se perca. Evite palavras e termos muito técnicos. Seja firme na fala, no tom de voz, procure falar de forma articulada e expressiva para prender a atenção do interlocutor. 

E, lembre-se: manter o foco no essencial de forma simples e objetiva é um excelente caminho para ter e passar ainda mais confiança na hora da fala.

# A prática leva à perfeição

Se possível, simule entrevistas, troque ideias até com outros padres a respeito de assuntos em pauta. Esse exercício contribui muito para expressar melhor a mensagem que se deseja, transmitindo a interpretação correta e formando respostas já previamente imaginadas para determinados assuntos. Ter um "discurso alinhado" fortalece a imagem de qualquer porta-voz. 

# Nunca diga algo "em off"

É preciso lembrar que, quando um jornalista precisa de uma matéria, muitas vezes pode não ser fiel à confidencialidade. Seu trabalho é descobrir a verdade e trazê-la à tona, mantendo o espectador informado sobre opiniões, realidades e fatos. Infelizmente, muitos profissionais acabam deturpando a verdade apenas para colher os frutos da repercussão de uma matéria sensacionalista. 
Não são todos, mas a imprensa pode ser cruel se assim quiser, ainda mais quando se fala em Igreja Católica - alvo de grupos contrários. De qualquer forma, a fim de não se expor desnecessariamente, é preciso sempre se blindar e seguir um simples conselho: se é algo que não pode ser dito a ninguém, apenas não diga a ninguém (muito menos a um jornalista).

# Linguagem corporal

O corpo também fala, então, cuidado com gestos, expressões ou posturas que possam contradizer o que você quer dizer. Esteja apresentável e bem cuidado, do contrário, a pessoa que receberá a mensagem pode prestar bem mais atenção na falta de asseio do que no conteúdo, propriamente dito, do vídeo ou matéria. A postura correta e um olhar atento para a lente da câmera são apenas alguns detalhes que fazem toda diferença no resultado do material.

# Educação conquista

Aderir a uma maneira educada e polida de falar é muito importante, mesmo em meio a possíveis provocações. Toda resposta ríspida não somente será atribuída ao próprio padre, o que prejudica diretamente sua imagem, como também à instituição que ele representa, no caso, a Igreja Católica. 

Assim, é preciso zelar pela imagem e, realmente, fazer jus a ela para que a Igreja se mantenha e seja ainda mais respeitada como a Igreja de Cristo.

# Falar a verdade

Pode ser que o interlocutor não se sinta agradado com determinados posicionamentos ou realidades, mas é preciso sempre dizer a verdade e pontuá-las, a fim de evitar colocar em jogo a reputação do próprio padre, sua idoneidade e a da Igreja Católica. Em casos delicados, é bom buscar orientação do Bispo e alinhar a maneira de transmitir a mensagem de forma que a interpretação não seja deturpada.

Gostou destas dicas? Essas são apenas algumas orientações de posturas para o fortalecimento da imagem e do potencial de evangelização. 
A Agência Arcanjo é especialista em Comunicação e Marketing para instituições católicas e pode auxiliar dando total apoio na ampliação de alcance para melhores resultados. Que tal conhecer mais as nossas estratégias? Clique aqui!

Comente com o facebook
 
  •